Quem é Kaká? Idade, Signo, Altura e Peso em 2022

Role a página para encontrar informações gerais como peso, altura e idade de Kaká, dentre outras.

Você também irá encontrar outras celebridades que fazem aniversário no mesmo dia, além de signo dos famosos e comentários da comunidade.

Kaká: Nome verdadeiro, altura, idade e datas de aniversário e nascimento

Kaká é do genero Masculino.

Kaká, cujo nome de batismo é Ricardo Izecson dos Santos Leite, nasceu em 1982, era Quinta-feira. Hoje tem 40 anos de idade.

Kaká comemora seu aniversário todo dia 22 de Abril, e é do signo de Touro.

De acordo com as informações que recebemos, Kaká tem 1.86 m de altura. Kaká é considerado uma pessoa de estatura alta.

Horóscopo e Signo de Kaká

Kaká é de Touro ♉, um signo de Terra.

O nativo do signo de Touro traz consigo algumas características que podem ou não ser vistas em Kaká em diferentes graus de intensidade. Veja abaixo um pouco de cada uma dessas características.

Pontos fortes tornam Kaká uma pessoa:

  • confiável
  • persistente
  • leal
  • paciente
  • generosa

Fraquezas ou Pontos fracos tornam Kaká uma pessoa:

  • teimosa
  • preguiçosa
  • possessiva
  • materialista
  • auto-indulgente

Outros famosos do signo de Touro

Abel Roland Ace Frehley Adam Johnson Adam Lallana Adolf Hitler Agildo Ribeiro Agnaldo Rayol Agostinho dos Santos Aidan Gillen Aidy Bryant Akiko Yajima Al Pacino Al White Álamo Facó Alan Bennett Alanis Guillen Alberto Ajaka Alejandro Edda Alessandra Maestrini Alessio Praticò Alex Lawther Alexander Allerson Alfredo Murphy Alice Faye Alison Goldfrapp Allan Wasserman Allie Haze Amanda Curvelo Amber Heard Amira Casar Amos Oz Amy Hill Ana Ariel Ana Claudia Talancón Ana de Armas Ana Gasteyer Ana Lucia Torre Anabela Teixeira Anahí André Abujamra André De Toth André Franco André Nunes Andrea Anders Andrea Bruschi Andrea Pirlo Andrés Iniesta Andy Murray Andy Serkis Anita Kupsch Anna Mouglalis Anna Muylaert Anne Dudley Anselmo Duarte Anselmo Martini Anthony Quinn Anthony Reynolds Antonio Mayans April McCullough Aretha Arturo de Córdova Aurélien Recoing Aurora Miranda Barbara Cabrita Bárbara Lennie Bebel Gilberto Beeban Kidron Belo

Ver todos

Perguntas Frequentes sobre Kaká

Conheça abaixo algumas das perguntas mais frequentes sobre Kaká.

Qual é a idade de Kaká?
40 anos (22/04/1982)
Qual é a altura de Kaká?
1.86 m
Qual é o peso ideal de Kaká?
77 kg
Em que ano nasceu Kaká?
1982
Qual é o signo de Kaká?
Touro

Infância e juventude de Kaká

Kaká nasceu em Gama, Distrito Federal, e foi criado em São Paulo, no estado homônimo. O garoto teve uma infância privilegiada pela boa condição de seus pais, mas isso não impediu que passasse por um momento difícil: aos dezoito anos, enquanto se divertia em uma piscina, sofreu uma fratura na espinha dorsal, que quase o deixou paralisado, e foi ajudado pelo seu médico particular.

Seleção Nacional de Kaká

Kaká foi convocado para o Championship Youth World de 2001, mas sua equipe foi eliminada pela Gana nas quartas de final.

Vários meses depois, ele fez sua estreia na equipe sênior do Brasil, em um amistoso contra a Bolívia, em 31 de janeiro de 2002.

Ele foi convocado para a Copa do Mundo FIFA de 2002, mas atuou apenas 25 minutos, na partida contra a Costa Rica (que, para o Brasil, servia apenas para cumprir tabela, pois já garantira a classificação para a fase seguinte).

Em 2003, Kaká foi o capitão do Brasil na Copa CONCACAF Gold, onde o Brasil, competindo com sua equipe sub-23, terminou como vice-campeão para o México.

Ele marcou três gols durante o torneio. Ele foi convocado também para a Copa das Confederações FIFA de 2005, realizada na Alemanha.

O meia foi titular em todos os cinco jogos e marcou um gol na vitória de 4 a 1 sobre a Argentina na final.

Kaká começou como titular pela primeira vez na Copa do Mundo FIFA de 2006 e marcou seu primeiro gol na vitória do Brasil sobre a Croácia por 1 a 0, partida em que foi nomeado o Homem do Jogo.

Ele não conseguiu manter o ritmo para o restante do torneio, o Brasil foi eliminado pela França nas quartas de final.

Após a Copa do Mundo, num amistoso contra a Argentina realizado no dia 3 de setembro de 2006, já com o técnico Dunga no comando, Kaká começou no banco de reservas.

O Brasil vencia por 1 a 0 quando o meia entrou e deu uma assistência para Elano ampliar. Aos 43 minutos do segundo tempo, um lance genial: Kaká recebeu no meio-campo, arrancou em velocidade, passou por Lionel Messi e marcou um golaço, definindo a vitória por 3 a 0.Em 12 de maio de 2007, citando uma programação exaustiva de Serie A, Liga dos Campeões, e jogo do campeonato nacional, Kaká ficou fora da Copa América de 2007, que o Brasil ganhou.

Depois de perder a Copa América, ele voltou a jogar em amistoso do Brasil contra a Argélia, em 22 de agosto de 2007. Kaká participou da Copa das Confederações FIFA de 2009, sendo esse o seu primeiro torneio internacional desde a Copa do Mundo FIFA de 2006.

Seus únicos dois gols vieram no dia 14 de junho, na estreia contra o Egito, em jogo válido pela fase de grupos.

O meia marcou duas vezes, sendo o segundo de pênalti, e o Brasil venceu por 4 a 3. Kaká recebeu a Bola de Ouro como melhor jogador da competição e também foi nomeado o Homem do Jogo na final, depois de ajudar o Brasil na vitória por 3 a 2 contra o Estados Unidos. No Mundial de 2010, durante o jogo contra a Costa do Marfim, no dia 20 de junho, Kaká foi expulso após receber dois cartões amarelos.

A segunda placa foi determinado por um cotovelo em direção a Kader Keïta. O meia não marcou nenhum gol na Copa, terminou o torneio com três assistências no total, e o Brasil foi eliminado após perder por 2 a 1 para a Holanda nas quartas de final.

Depois de mais de um ano de ausência da Seleção, Kaká foi chamado em 27 de outubro de 2011, para os amistosos contra Gabão e Egito em novembro.

Mais tarde, ele teve que ser retirado da equipe, devido a uma lesão. Vivendo boa fase no Real Madrid na temporada 2012–13, Kaká foi convocado pelo técnico Mano Menezes para os amistosos contra o Iraque e o Japão, com o técnico dizendo que a fase de testes na Seleção Brasileira havia terminado, e que seria hora de trazer os veteranos de volta, visando a Copa das Confederações FIFA.

Na partida contra o Iraque, no dia 11 de outubro de 2012, Kaká deu uma assistência para Oscar fazer o segundo e ainda marcou o terceiro gol brasileiro na goleada de 6 a 0. Já no jogo contra o Japão, Kaká fez o gol que fechou a goleada do Brasil por 4 a 0.

Voltou a ser convocado no dia 5 de março de 2013, dessa vez por Luiz Felipe Scolari, para o amistoso contra a Rússia.

Após ter ficado fora da Copa do Mundo FIFA de 2014, Kaká foi convocado pelo técnico Dunga no dia 3 de outubro, tendo sido chamado devido à lesão do meia-atacante Ricardo Goulart.

Essa foi sua primeira convocação depois de um ano e meio. Kaká disputou o Superclássico das Américas contra a Argentina, vencido por 2 a 0, e um amistoso contra o Japão vencido por 4 a 0.Apesar de não ter sido convocado para integrar o elenco brasileiro que disputou a Copa América Centenário, em 2016, com o corte de Douglas Costa devido a lesão, Kaká foi convocado em seu lugar.

Porém, no dia 1 de maio de 2016, foi constatado uma lesão em Kaká, e no seu lugar foi convocado o meia Paulo Henrique Ganso.

Aposentadoria de Kaká

Em outubro de 2017, Kaká anunciou que não renovaria com o Orlando City. No dia 15 de outubro, Kaká se despediu diante da torcida no jogo contra o Columbus Crew, onde foi homenageado e chorou.

Realizou seu jogo de despedida no dia 4 de novembro, contra a Seleção Porto-Riquenha. Sua volta para o São Paulo foi cogitada, algo que não chegou a acontecer.

No dia 17 de dezembro de 2017, numa entrevista no programa Esporte Espetacular que foi realizada no Estádio do Morumbi, ele afirmou ao narrador Galvão Bueno que estava anunciado sua aposentadoria dos gramados e disse que queria ser dirigente esportivo.

A partir de 2018, Kaká realizou diversos cursos de gestão esportiva: antes da Copa do Mundo FIFA de 2018, Kaká, Daniel Alves e Edwin van der Sar fizeram um curso de gestão esportiva em Universidade de Harvard; em agosto de 2018, Kaká e Mauro Silva começaram um curso de gestão esportiva organizado pelo Centro Internacional para Estudos do Esporte (CIES), pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) e pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Tais cursos realizados pelo ex-jogador visam prepará-lo para uma futura carreira como dirigente esportivo. Foi especulado que Kaká poderia assumir um cargo de dirigente esportivo no Milan, clube onde conquistou a Liga dos Campeões da UEFA na temporada 2006–07.

Em maio de 2022, Kaká anunciou que concluiu o curso para treinadores da CBF Academy, obtendo a Licença A, tornando-o apto a comandar equipes profissionais de futebol de qualquer divisão em território nacional.

Vida pessoal de Kaká

No dia 23 de dezembro de 2005, casou-se com a socialite Carol Celico. Na época, Kaká tinha 23 anos e sua esposa, 18.

Anos depois, ela deu à luz os dois filhos do casal, Luca, nascido em 2008, e Isabella Celico Leite, em 2011.

No dia 3 de novembro de 2014, o casal anunciou oficialmente a separação. Porém, pouco menos de dois meses depois, no dia 30 de dezembro, numa postagem em seu perfil na rede social Instagram, Carol postou fotos do casal e os filhos juntos.

No dia 31 de julho de 2015 sua separação foi novamente anunciada. Após iniciar um namoro com a modelo Carolina Dias em 2016, se casaram em 2019 na Praia de Itacaré, na Bahia.

No dia 12 de fevereiro de 2007, enquanto ainda jogava no Milan, obteve a cidadania italiana, o que lhe permitiu atuar no futebol europeu sem ocupar uma das três vagas reservadas a estrangeiros.

Estatísticas de Kaká

Atualizadas até 4 de novembro de 2017.

Títulos de Kaká

São PauloTorneio Rio–São Paulo: 2001 Supercampeonato Paulista de Futebol de 2002MilanSerie A: 2003–04 Supercopa da Itália: 2004 Troféu Luigi Berlusconi: 2005, 2006, 2007 e 2008 Liga dos Campeões da UEFA: 2006–07 Supercopa da UEFA: 2007 Copa do Mundo de Clubes da FIFA: 2007Real MadridTroféu Santiago Bernabéu: 2009, 2011, 2012 e 2013 Copa do Rei: 2010–11 La Liga: 2011–12 Supercopa da Espanha: 2012 Troféu Teresa Herrera: 2013Seleção BrasileiraCopa do Mundo FIFA: 2002 Copa das Confederações FIFA: 2005 e 2009 Superclássico das Américas: 2014.

Fonte: Kaká na Wikipedia