Foto de Eduardo Dussek

Eduardo Dussek Masculino

Role a página para encontrar informações gerais como peso, altura e idade de Eduardo Dussek, dentre outras.

Você também irá encontrar outras celebridades que fazem aniversário no mesmo dia, além de signo dos famosos e comentários da comunidade.

Biografia de Eduardo Dussek

Começou a carreira artística como pianista de peças de teatro aos quinze anos, quando estudava na Escola Nacional de Música.

Mais tarde, passou a compor suas próprias canções e montou uma banda, que acabou apadrinhada por Gilberto Gil. A partir de 1978, já tinha algumas composições gravadas por nomes de peso da MPB, como As Frenéticas (o samba "Vesúvio"), Ney Matogrosso (o fox "Seu Tipo") e Maria Alcina (o frevo "Folia no Matagal", dois anos depois regravada por Ney Matogrosso) - todas em parceria com Luiz Carlos Góes.

Suas composições buscavam aliar sátira e bom humor. Em 1980, participou do festival MPB Shell da Rede Globo cantando apenas de cueca a debochada canção "Nostradamus", que não se classificou mas ficou conhecida pelo público.

Nessa época, gravou o primeiro LP, Olhar Brasileiro. Mas o sucesso viria em 1982, quando flertou com o ainda incipiente pop rock, no LP Cantando no Banheiro, com "Barrados no Baile" (com Luiz Carlos Góes), "Cabelos Negros" (Com Luiz Antonio de Cássio) e "Rock da Cachorra" (Léo Jaime). Dois anos depois, notabilizou-se com o LP Brega Chique, cuja faixa-título, mais conhecida como "Doméstica", fazia uma sátira social, bem no clima do teatro besteirol da época.

Com o grande sucesso, foi uma das atrações do primeiro Rock in Rio, em 1985. Em 1986, lançou Dusek Na Sua, com "Aventura" e "Eu Velejava em Você", uma das mais tocantes músicas da MPB, depois regravada por Zizi Possi.

Em 1989, voltou à cena com o musical Loja de Horrores, em que atuava no papel de dentista. Nos anos 90, afastado da função de cantor, interpretou o personagem Capitão-Mor Gonçalo na novela Xica da Silva, da extinta Rede Manchete.

Atuou como diretor de espetáculos e, no fim da década, voltou a apresentar alguns trabalhos como humorista e cantor, um deles sobre Carmen Miranda.

Revelou na revista Quem que sofre do mal de Parkinson. Em 2000, por questões de numerologia e também com o objetivo de provocar a pronúncia correta de seu nome, passou a atuar com o nome artístico de Eduardo Dussek, adicionando mais um "s" ao seu sobrenome.

Discografia de Eduardo Dussek

1978 - Não Tem Perigo / Apelo da Raça 1981 - Olhar Brasileiro 1982 - Cantando no Banheiro 1984 - Brega Chique 1986 - Abra Seus Olhos 1986 - Dusek Na Sua 1991 - Contatos 1991 - Songbook Noel Rosa 1992 - Songbook Gilberto Gil 1994 - Apocalipse Elegante 1994 - Songbook Dorival Caymmi 1996 - Songbook Tom Jobim 1997 - Tributo a Dalva de Oliveira 1997 - Songbook Djavan 1998 - Balaio do Sampaio 1999 - Songbook João Donato 1999 - Songbook Chico Buarque 2000 - Adeus Batucada.

Eduardo Dussek sings Carmen Miranda 2011 - Eduardo Dussek É ShowDVD2011 - Eduardo Dussek É Show.

Trabalhos no cinema de Eduardo Dussek

2005 - Bens confiscados - Miklos 2010 - Federal - Beque Batista 2012 - Os Penetras - Hélinho Azambuja.

Ligação externa de Eduardo Dussek

Eduardo Dussek no Facebook Canal de Eduardo Dussek no YouTube.

Data de Aniversário de Eduardo Dussek

Eduardo Dussek comemora seu aniversário todo dia 01 de Janeiro, e é do signo de Capricórnio.

Eduardo Dussek: Idade e Data de Nascimento

Eduardo Dussek nasceu em 1957, era Terça-feira. Hoje tem 64 anos de idade.

Altura de Eduardo Dussek

Ainda não temos informações sobre a altura de Eduardo Dussek. Se você sabe, ajude a gente enviando essa informação nos comentários ao final da página.

Características Físicas

Altura Não informado
Peso Não informado
Peso Ideal Não informado
Olhos Não informado
Tom da pele Branca
Sexo / Gênero Masculino

Também fazem aniversário no dia 01 de Janeiro

Outros famosos do signo de Capricórnio

Ver todos

Comentários