Foto de Courtney Love

Courtney Love Feminino

Role a página para encontrar informações gerais como peso, altura e idade de Courtney Love, dentre outras.

Você também irá encontrar outras celebridades que fazem aniversário no mesmo dia, além de signo dos famosos e comentários da comunidade.

Primórdios de Courtney Love

Courtney Love nasceu em São Francisco, Califórnia, filha da psicoterapeuta Linda Carroll e de Hank Harrison, um escritor e antigo empresário da banda Grateful Dead.

Ela tem ascendência cubana, galesa, irlandesa, alemã e inglesa. Seus pais se separaram em 1969, e sua mãe obteve a custódia após acusar Harrison de ter dado LSD a filha.

Sua mãe mudou-se com a família para Marcola, Oregon, onde viveram em uma comunidade hippie. Love enfrentava problemas na escola e foi diagnosticada como levemente autista.

Através de outros casamentos, a mãe de Love deu à luz duas outras filhas e adotou um filho, e mais tarde mais dois meninos, tendo um deles morrido quando Love tinha 10 anos.

Sua mãe a levou para um terapeuta aos 2 anos de idade, pela primeira vez. Segundo Carroll, o motivo teria sido que desde bebê, Courtney sempre fora muito rebelde ; havia momentos em que ela chorava por horas e nada a acalmava.

Outras vezes, ela chorava de uma forma que parecia ser ''falsa'', como se fosse analisar as pessoas e depois fazer isto.

Segundo Linda, ela teria dito que o primeiro terapeuta que Courtney havia consultado, disse que não havia nada que pudesse fazer e que tinha a sensação de que a pequena Love iria piorar em seu futuro.

Quando estava na primeira série, Love fez uma nova melhor amiga sueca, chamada Ingrid. Um dia, essa tal amiga acabaria se tornando má com Courtney, e a mesma implorou à mãe para que falasse com sua professora, o que ela fez.

A perplexa professora disse a Linda que Ingrid não existia. Aos 8 anos de idade, Linda Carroll era o alvo da raiva de sua filha, e a psicoterapeuta nunca soube o verdadeiro motivo.

Courtney e sua família se mudaram para uma fazenda na Nova Zelândia, o que teria sido um pesadelo para a roqueira.

Seus irmãos se adaptaram ao novo estilo de vida, mas como sua própria mãe disse, Love enlouqueceu. Quando Courtney fez 14 anos, acabou parando em um reformatório.

Aos domingos, sua mãe e suas irmãs, Nicole e Jaimee, a visitavam, e se surpreenderam em um dia que Love arrancou uma porta e arrebentou os dentes de uma pessoa.

Linda Carroll também disse que Courtney desde nova incendiava os lugares, mexia malevolamente com a mente da irmã mais nova e ainda maltratava e feria o cachorro da família.

As coisas ficaram tão tensas entre Courtney e sua família, que a mãe resolveu construir uma cabana atrás de sua casa, onde a roqueira vivia sozinha - mas para a proteção de seus irmãos, e de Linda.

Fora uma decisão difícil, mas sua mãe resolveu a emancipar aos 16 anos. Em 1981, seus avós adotivos a concederam um pequeno fundo fiduciário.

Ela usou o dinheiro para viajar para Irlanda, onde estudou teologia por dois semestres na Trinity College. No Reino Unido, em Liverpool, ela fez amizade com o músico Julian Cope, e mudou para a casa dele brevemente antes de retornar para os Estados Unidos.

Love se mudava constantemente entre Oregon e Califórnia, onde se matriculou na San Francisco State University e no San Francisco Art Institute, onde teve aulas com George Kuchar.

Mais tarde, ela trabalhou como stripper no Japão. Depois de passar um ano no exterior, Love voltou para Portland. Em 1983, ela trabalhou dançarina erótica em Taiwan, mas foi deportada depois que o clube foi fechado pelo governo.

Em 1985, Love mandou uma fita com seu teste para interpretar Nancy Spungen no filme Sid & Nancy (1986), e chamou atenção do diretor Alex Cox, que escreveu um pequeno papel para ela no filme.

Mais tarde, ele a ofereceu o papel principal do filme Straight to Hell (1987), que contava com diversos ícones do punk e outros atores conhecidos, mas que recebeu críticas negativas.

Ela chamou atenção de Andy Warhol, que a chamou para participar de um episódio de Andy Warhol's Fifteen Minutes. Ela também fez uma ponta no clipe de "I Wanna Be Sedated", dos Ramones. Em 1988, Love abandonou sua carreira de atriz e se mudou de Nova York, voltando para Oregon, citando a fama de "subcelebridade" como motivo.

Ela voltou a trabalhar como stripper na cidade pequena de McMinville, Oregon, onde foi reconhecida por clientes do bar. Isso a fez entrar em isolamento, então ela se mudou para Anchorage, no Alasca.

"Decidi me mudar para o Alasca porque precisava tomar vergonha na cara e aprender a trabalhar", Love relembrou. "Então eu fui tipo buscar uma missão de vida.

Me livrei de todas as minhas posses e me mudei para um trailer com um monte de strippers.".

Carreira de atriz de Courtney Love

Courtney trabalhou com o diretor Alex Cox em seus dois primeiros filmes. Ela ganhou uma pequena participação no filme Sid and Nancy, de 1986, uma biografia de Sid Vicious.

Logo depois, atuou em "Direto para o Inferno", em 1987. No mesmo ano, ela apareceu no seriado Andy Warhol's Fifteen Minutes com Robbie Nevil, em um episódio chamado "C'est la Vie". Quase uma década depois, em 1996, ela fez pequenos papéis em Basquiat e Feeling Minnesota, antes de ser a co-estrela do filme The People vs. Larry Flynt, interpretando a esposa de Larry Flynt.

Com o filme, ela recebeu aclamação crítica, uma nominação ao Globo de Ouro na categoria de melhor atriz. O crítico Roger Ebert disse: "Courtney provou não ser uma estrela do rock fingindo atuar, mas sim uma verdadeira atriz".

Em 1999, atuou ao lado de Jim Carrey no filme Man on the Moon. Em 2001, participou de Julie Johnson, ao lado de Lili Taylor.

No ano seguinte, trabalhou no filme Trapped. Em julho de 2014, Love atuou na última temporada de Sons of Anarchy.

Em outubro de 2014, ganhou o papel principal em "Kansas City Choir Boy" uma ópera que foi exibida em Here, um centro de artes de Manhattan, em seu festival anual, Prototype, em janeiro de 2015.

Em seguida, integrou o elenco da série Empire. Em maio de 2015, Love foi escalada em The Long Home, filme dirigido por James Franco, inspirado no livro de mesmo nome.

Participação em trilhas sonoras de Courtney Love

Garota Infernal (2009) (música: "Violet") Pânico na escola (2011) (música: "Violet") Adam & Steve (2005) (música: "Love, Love, Love") The Simple Life (2004) (música: "I'll Do Anything") Promedio rojo (2004) (música: "Rock Star") O Corvo 3: A Salvação (2000) (música: "It's All Over Now Baby Blue, cover do Bob Dylan") Um Domingo Qualquer (1999) (música: "Be A Man") American Pie (1999) (música: "Celebrity Skin") Nunca fui Beijada (1998) (música: "Heaven Tonight") Nowhere (1997) (música: "Dicknail") Beleza Roubada (1996) (música: "Rock Star/Olympia") O Corvo: Cidade dos Anjos (1996) (música: "Gold Dust Woman, cover do Fleetwood Mac") Tank Girl (1996) (música: "Drown Soda").

Data de Aniversário de Courtney Love

Courtney Love comemora seu aniversário todo dia 09 de Julho, e é do signo de Câncer.

Courtney Love: Idade e Data de Nascimento

Courtney Love nasceu em 1964, era Quinta-feira. Hoje tem 57 anos de idade.

Altura de Courtney Love

Ainda não temos informações sobre a altura de Courtney Love. Se você sabe, ajude a gente enviando essa informação nos comentários ao final da página.

Características Físicas

Altura Não informado
Peso Não informado
Peso Ideal Não informado
Olhos Não informado
Tom da pele Não informado
Sexo / Gênero Feminino

Também fazem aniversário no dia 09 de Julho

Outros famosos do signo de Câncer

Ver todos

Comentários