Quem é Archie Shepp? Idade, Signo, Altura e Peso em 2022

Role a página para encontrar informações gerais como peso, altura e idade de Archie Shepp, dentre outras.

Você também irá encontrar outras celebridades que fazem aniversário no mesmo dia, além de signo dos famosos e comentários da comunidade.

Archie Shepp: Nome verdadeiro, altura, idade e datas de aniversário e nascimento

Archie Shepp é do genero Masculino.

Archie Shepp nasceu em 1937, era Segunda-feira. Hoje tem 85 anos de idade.

Archie Shepp comemora seu aniversário todo dia 24 de Maio, e é do signo de Gêmeos.

Horóscopo e Signo de Archie Shepp

Archie Shepp é de Gêmeos ♊, um signo de Ar.

O nativo do signo de Gêmeos traz consigo algumas características que podem ou não ser vistas em Archie Shepp em diferentes graus de intensidade. Veja abaixo um pouco de cada uma dessas características.

Pontos fortes tornam Archie Shepp uma pessoa:

  • energética
  • inteligente
  • imaginativa
  • inteligente
  • adaptável

Fraquezas ou Pontos fracos tornam Archie Shepp uma pessoa:

  • superficial
  • impulsiva
  • inquieta
  • desonesta
  • indecisa

Outros famosos do signo de Gêmeos

A.J. Langer Abby Wambach Acun Ilicali Adam Wylie Adriana Lima Adriano Carvalho Adrienne Barbeau Adrienne McQueen Agnès Soral Agnès Varda Al Ruscio Alain Resnais Alan Carr Alan White Alanis Morissette Alastair Campbell Alcione Mazzeo Alejandro Ruiz Alex Lacamoire Alex Sebastian Laibach Alexander Karim Alexandra Dowling Alexandra Richter Alexandra Stewart Alexandre Despatie Alfred Molina Alida Valli Alix Talton Allan Fiterman Allison Schmitt Alonso Grandío Aly Raisman Amanda Pays Amelia Warner Amora Mautner Amy Correa Ana Beatriz Barros Ana Rosa Andre Boyer André Gago André José Adler André Matarazzo Andrea Richa Andrew Bilgore Ángela Vergara Angelina Jolie Ângelo Antônio Ania Bukstein Anna Rita Cerqueira Annie Karstens Anthony Cistaro Anthony Starke António Pedro Cerdeira Antônio Petrin Antony Ponzini Antony Sher Aracy Cardoso Arlene Phillips Arlete Salles Arturo Vidal Astrid Bergès-Frisbey Awkwafina Bahni Turpin Ban Ki-moon Bárbara Evans Barbara Stock Bel Kutner

Ver todos

Perguntas Frequentes sobre Archie Shepp

Conheça abaixo algumas das perguntas mais frequentes sobre Archie Shepp.

Qual é a idade de Archie Shepp?
85 anos (24/05/1937)
Em que ano nasceu Archie Shepp?
1937
Qual é o signo de Archie Shepp?
Gêmeos

Biografia de Archie Shepp

Shepp nasceu em Fort Lauderdale, Florida, mas cresceu em Philadelphia, Pennsylvania, onde estudou piano, clarinete e saxofone alto antes de se focar no saxofone tenor (ocasionalmente toca saxofone soprano e piano).

Estudou teatro no Goddard College entre 1955 e 1959, mas acabou por se tornar musico profissionalmente. Por um curto período tocou numa banda de Latin jazz antes de se juntar ao grupo do pianista avant-garde Cecil Taylor. A primeira gravação de Shepp, sob o seu próprio nome, "Archie Shepp - Bill Dixon Quartet" foi publicada pela Savoy Records em 1962, e apresentava uma composição de Ornette Coleman.

A ligação com Coleman aumenta com a criação do New York Contemporary Five, que incluia Don Cherry. Entretanto o apreço que lhe tinha John Coltrane, conduziu-o à realização de gravações para a Impulse Records, a primeira das quais foi "Four for Trane" em 1964, um album principalmente de composições de Coltrane no qual é acompanhado pelo seu amigo trombonista de longa data, Roswell Rudd, baixista Reggie Workman e o saxofonista alto John Tchicai.

O album Giant Steps, de 1960, tinha sido um do mais conhecidos de Coltrane, e possivelmente um dos mais importantes albuns da história do Jazz. Shepp participou também na sessão de Coltrane "A Love Supreme no fim de 1964, mas nenhum dos takes em que participou foi incluido no LP final (foram disponibilizadas pela primeira vez apenas na reedição de 2002).

Contudo, Shepp, juntamente com Tchicai e alguns outros musicos das sessões "Four for Trane" gravaram então Ascension em 1965, com Coltrane, e o seu lugar com Coltrane na primeira linha de cena do jazz avant-garde epitomizada quando a dupla dividiu o disco New Thing at Newport lançado em finais de 1965, o primeiro lado com um "set" de Coltrane, e o segundo com um "set" de Shepp. Em 1965, Shepp lançou "Fire Music", que incluia os primeiros sinais cada vez mais proeminente consciência politica e afrocentrismo; incluia a leitura de uma elegia para Malcolm X, e o próprio titulo é derivado de um tradição musical cerimonial africana.

"The Magic of Ju-Ju" em 1967 também vai buscar o seu título à tradição musical africana, mas desta vez a música mergulhou totalmente na música do continente, utilizando um grupo de percussão africano.

Nessa altura, muitos músicos de jazz Afro-americanos estavam a ser influenciados pelas várias tradições culturais e musicais do continente Africano; a par de Pharoah Sanders, Shepp esteve na frente deste movimento.

"The Magic of Ju-Ju" definiu o som de Shepp para os anos seguintes: linhas de saxofone free jazz avant-garde ligadas com os ritmos e ideologias de Africa. Na década seguinte Shepp continuou o experimentalismo, incluindo por várias vezes músicos de harmónica e recitadores de poesia nos seus grupos.

Com o album de 1972 "Attica Blues" e "The Cry of My People", clama pelos direitos civis identificando-se com o Movimento dos Direitos Civis; o primeiro album é uma resposta aos motins da prisão de Attica.

Shepp também escreve para teatro; os seu trabalhos nesta àrea incluem The Communist (1965) e Lady Day: A Musical Tragedy (1972).

Ambos foram produzidos por Robert Kalfin e o Chelsea Theater Center. A partir de 1971, Shepp inicia uma carreira de 30-year como professor de música na "University of Massachusetts - Amherst".

Os dois primeiros cursos de Shepp's foram intitulados "Conceitos revolucionários na música afro-americana" ("Revolutionary Concepts in African-American Music") e "A música negra no teatro" ("Black Musician in the Theater.") Shepp foi também professor de Estudos afro-americanos na "State University of New York" (SUNY) em Buffalo, Nova York. Desde os finais da década de 1970, a carreira de Shepp oscilou entre vários antigos e novos territórios.

Continuou a explorar a música africana, enquanto gravava também blues, baladas, e espirituais (no album de 1977 "Goin' Home" com Horace Parlan) ou gravou tributos a figuras de um jazz mais tradicional como Charlie Parker e Sidney Bechet, enquanto noutras alturas mergulhava no R&B, ou gravava com vários músicos europeus como Jasper van't Hof, Tchangodei e Dresch Mihály.

Desde o início da década de 1990, tocou frequentemente com o trompetista francês Eric Le Lann. Shepp é destacado no documentário de 1981 "Imagine the Sound" no qual fala, lê a sua poesia e toca.

Shepp também aparece em "Mystery, Mr. Ra", um documentário francês de 1984 acerca de Sun Ra. O filme também inclui imagens de Shepp tocando com a Sun Ra's Arkestra. Em 2002, Shepp aparece no album "Red Hot and Riot" da Red Hot Organization, de tributo a Fela Kuti.

Shepp apareceu numa faixa intitulada "No Agreement" ao lado de Res, Tony Allen, Ray Lema, Baaba Maal, e Positive Black Soul.

Em 2004 Archie Shepp fundou a sua própria editora musical, "Archieball", juntamente com Monette Berthomier. A editora está situada em Paris, França, e apresenta colaborações com Monica Passos, Bernard Lubat e Frank Cassenti.

Fonte: Archie Shepp na Wikipedia