Quem é Alejandro Jodorowsky? Idade, Signo, Altura e Peso em 2022

Role a página para encontrar informações gerais como peso, altura e idade de Alejandro Jodorowsky, dentre outras.

Você também irá encontrar outras celebridades que fazem aniversário no mesmo dia, além de signo dos famosos e comentários da comunidade.

Alejandro Jodorowsky: Nome verdadeiro, altura, idade e datas de aniversário e nascimento

Alejandro Jodorowsky é do genero Masculino.

Alejandro Jodorowsky nasceu em 1929, era Domingo. Hoje tem 93 anos de idade.

Alejandro Jodorowsky comemora seu aniversário todo dia 17 de Fevereiro, e é do signo de Aquário.

Horóscopo e Signo de Alejandro Jodorowsky

Alejandro Jodorowsky é de Aquário ♒, um signo de Ar.

O nativo do signo de Aquário traz consigo algumas características que podem ou não ser vistas em Alejandro Jodorowsky em diferentes graus de intensidade. Veja abaixo um pouco de cada uma dessas características.

Pontos fortes tornam Alejandro Jodorowsky uma pessoa:

  • espirituosa
  • inteligente
  • humanitária
  • inventiva
  • original

Fraquezas ou Pontos fracos tornam Alejandro Jodorowsky uma pessoa:

  • teimosa
  • sem emoção
  • sarcástica
  • rebelde
  • indiferente

Outros famosos do signo de Aquário

4fro.d Abhishek Bachchan Adam Lambert Alan Parker Alberto de Mendoza Alex Hyde-White Alex Sharp Alexander Kluge Alexander Payne Alexandra Bokyun Chun Alexandra Dahlström Alexandre Nero Ali Marsh Alice Cooper Alice Walker Alicia Keys Ana Maria Magalhães Ana Moreira Ana Paula Siebert Anastasia Zabarchuk Andi Osho André De Mello Andy Scott Harris Angel Aquino Angela Davis Anton Lesser Antonio Cantafora Antonio Carlos Jobim Antonio Dechent April Hernandez Castillo Arabella Field Ariel Artur Ariel Winter Arjen Robben Armando Robles Godoy Arne Sucksdorff Ary Fontoura Ashot Adamyan Ashton Kutcher Axel Schreiber Axl Rose Bart Braverman Bart the Bear Bebeto Beth Goulart Bethany Hamilton Booboo Stewart Brett Butler Brian Donlevy Brian Donovan Brook Williams Brooklynne James C. Ernst Harth Caio Bottura Caio Castro Caitlin Mehner Camila Alves McConaughey Carlinhos de Jesus Carlos Saldanha Carlos Zara Carloto Cotta Carmen Miranda Carol Ann Susi Carola Höhn Carolina Ferraz Carrie Coon Castro Gonzaga

Ver todos

Perguntas Frequentes sobre Alejandro Jodorowsky

Conheça abaixo algumas das perguntas mais frequentes sobre Alejandro Jodorowsky.

Qual é a idade de Alejandro Jodorowsky?
93 anos (17/02/1929)
Em que ano nasceu Alejandro Jodorowsky?
1929
Qual é o signo de Alejandro Jodorowsky?
Aquário

Biografia de Alejandro Jodorowsky

Alejandro Jodorowsky nasceu em Tocopilla, Chile em 17 de Fevereiro de 1929 de pais judeus ucranianos oriundos de Yekaterinoslav (atual Dnipro) e Elisavetgrad (atual Kropyvnytskyi) no Império Russo (atual Ucrânia).

Seu pai, Jaime Jodorowsky Groismann, era um comerciante e era abusivo com sua esposa Sara Felicidad Prullansky Arcavi, e certa vez a acusou de flertar com um cliente.

Furioso, ele a agrediu e estuprou, engravidando-a, o que levou ao nascimento de Alejandro. Em 1947 sua família mudou-se para Santiago, onde ele estudou na universidade.

Nessa época já trabalhava como palhaço de circo e artista de marionetes. Em 1953 mudou-se para Paris onde estudou mímica com Marcel Marceau.

Trabalhou com Maurice Chevalier e fez seu primeiro filme, "La Cravate", até há pouco tempo dado como perdido. Também em Paris ele conheceu Roland Topor e Fernando Arrabal, e juntos criaram o Moviment Panique em 1962. O grupo multimídia, que homenageava o deus grego Pan, fazia performances ao vivo misturando teatro de vanguarda, literatura e cinema.

Nesse período, Jodorowsky escreveu diversos livros e peças teatrais. No final dos anos 1960, dirigiu peças de vanguarda em Paris e na Cidade do México.

Também criou a tira de história em quadrinhos "Fabulas Panicas", e fez seu primeiro filme "de verdade" - Fando y Lis, em 1967, baseado em uma peça de Arrabal. Em 1970, Jodorowsky lançou "El Topo", um faroeste surrealista criativo e vanguardista.

Graças a seu mais ilustre fã, o beatle John Lennon, o filme foi muito comentado e distribuído na América, alcançando status de "cult".

Em 1973, lança "The Holy Mountain". Em 1975, retorna à França, onde tenta fazer uma versão cinematográfica do romance "Duna", de Frank Herbert, que teria a participação de Orson Welles e Salvador Dali, trilha sonora de Pink Floyd, e a colaboração visual dos artistas H. R. Giger, Dan O'Bannon e Moebius.

O financiamento do filme foi retirado, e o romance acabou sendo filmado nos Estados Unidos por David Lynch. Entretanto, ainda inspirados pela história de Duna, Jodorowsky e Möebius criam a série de ficção científica em história em quadrinhos L'Incal (O Incal, no Brasil) em 1983.

As HQs contam a história do detetive particular John Difool, que recebe o poderoso cristal, Incal Branco. O objeto em suas mãos é muito disputado pelas diversas facções desse universo: os alienígenas, o governo, os rebeldes e uma seita tecnológica que adora o Incal Escuro.

Muito da storyboard de Duna é encontrada nessa saga de quadrinhos. Em 2019 ele lança os quadrinhos The Sons of El Topo, escrito por ele e ilustrado por José Ladrönn.

Idealizada em vários volumes (o número definitivo ainda não é sabido), esta graphic novel centrada numa releitura metafísica do Velho Oeste, com tradições judaicas e Nietzsche, em uma espécie de continuação de um de seus filmes mais famosos, El Topo.

O filme seguinte de Jodorowsky foi Tusk, de 1978, a história da amizade entre uma garota e um elefante. No início dos anos 1980, Jodorowsky dedica-se a escrever histórias em quadrinhos, em diversas parcerias, a mais famosa delas com Moebius, e também continuou escrevendo livros.

Em 1989 volta ao cinema com "Santa Sangre", que foi muito elogiado pela crítica e teve boa distribuição. Em 1990 dirigiu Omar Shareef e Peter O'Toole em "The Rainbow Thief". É casado com a pintora francesa Pascale Montandon em 2010.

Tem 4 filhos: Brontis, Cristóbal, Axel e Adan. Sua grande paixão, onde se dedicou grande parte da sua vida, está nos mistérios originais do Tarot de Marseille.

Ele aliado à familia Camoin restaurou o antigo baralho que foi publicado ao mesmo tempo que seu livro intitulado "La via del Tarot".

Sua contribuição para desvendar o verdadeiro caminho para a interpretação dos desenhos originais das cartas é de grande valor histórico.

Ele divide toda a estrutura das 78 cartas na revelação da carta 21 - Le Monde, que traduz todo o baralho, dividindo em 2 partes - ativo e receptivo, e céu e terra, e estas em 10 caminhos: 1 - Potência, 2 - Preparação, 3- Ação sem rumos, 4- Estabilidade, 5- transição, 6- Prazer, 7- Ação total, 8- Perfeição, 9- Evolução e 10- Fim e recomeço.

E assim ele desvenda finalmente o verdadeiro propósito do Tarot.

Filmografia de Alejandro Jodorowsky

1957 – La Cravate (br: A Gravata) 1968 – Fando y Lis (br: Fando e Lis) 1970 – El Topo 1973 – The Sacred Mountain (br: A Montanha Sagrada) 1980 – Tusk 1989 – Santa Sangre (br: Sangue Ruim) 1990 – The Rainbow Thief (br: O Ladrão do Arco-Íris) 2013 – La danza de la realidad (br: A Dança da Realidade) 2016 – Poesía Sin Fin (br: Poesia Sem Fim).

Teatro de Alejandro Jodorowsky

El minotauro – O Minotauro Zaratustra El juego que todos jugamos – O Jogo que Todos Jogamos El sueño sin fin – Um sonho sem fim Opera pánica (1993) – Ópera Pânica Escuela de ventrílocuos – Escola de Ventrílocos.

Farsa anárquica e conto filosófico escrito para atores, marionetes. Las tres viejas (2003) – As Três Velhas. Melodrama grotesco.

Alejandro Jodorowsky no Brasil de Alejandro Jodorowsky

As Três Velhas foi apresentado no Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto, em 2008, como uma pró-estreia.

Com direção de Maria Alice Vergueiro, tem em seu elenco, além da atriz, Luciano Chirolli, Henrique Stroeter, Willian Amaral. Conta a história de duas marquesas gêmeas, de 88 anos, que vivem recolhidas em sua mansão arruinada sob os cuidados da criada, de 100 anos.

Assombradas pela imagem de um pai terrível e quase mortas de fome, revolvem a vida e fazem estranhas descobertas. Este espetáculo iconoclasta recebeu duas leituras críticas neste Festival, a primeira, de Alexandre Mate, que afirmava que o espetáculo fora uma surpreendente combinação do riso, do disforme e do poético em busca de um teatro tão intenso quanto efêmero e outra de Robson Camargo que destacava na montagem da diretora a "crítica cáustica à família" e o "bacanal de fraldas geriátricas".

Livros sobre Jodorowsky de Alejandro Jodorowsky

COBB, Ben (2007). Anarchy and Alchemy: The Films of Alejandro Jodorowsky (Persistence of Vision 6), editado por Louise Brealey, prefacio de Alan Jones, intr.

De Stephen Barber. London, 2007 / New York, agosto, 2007, Creation Books. COILLARD, Jean-Paul (2009), De la cage au grand écran.

Entretiens avec Alejandro Jodorowsky, Paris. K-Inite Editions. CHIGNOLI, Andrea (2009), Zoom back, Camera! El cine de Alejandro Jodorowsky, Santiago de Chile, Uqbar Editores. DOMÍNGUEZ ARAGONÉS, Edmundo (1980).

Tres extraordinarios: Luis Spota, Alejandro Jodorowsky, Emilio “Indio” Fernández; Mexicali, México DF, Juan Pablos Editor. P. 109-146. GONZÁLEZ, Házael (2011), Alejandro Jodorowsky: Danzando con la realidad, Palma de Mallorca, Dolmen Editorial. JODOROWSKY, Alejandro (2005).

A Jornada Espiritual de um Mestre, Rio de Janeiro, Gryphus Editora. LAROUCHE, Michel (1985). Alexandre Jodorowsky, cinéaste panique, Paris, ça cinéma, Albatros. MOLDES, Diego (2012).

Alejandro Jodorowsky, Col. Signo e Imagen / Cineastas, Ediciones Cátedra, Madrid. Ensaio monográfico com prólogo de A. Jodorowsky.1 ISBN 978-84-376-3041-0 MONTELEONE, Massimo (1993).

La Talpa e la Fenice. Il cinema di Alejandro Jodorowsky, Bolonia, Granata Press.

Fonte: Alejandro Jodorowsky na Wikipedia